sexta-feira, 25 de outubro de 2019

Mercado secundário - Cattleya schilleriana tipo e mercado fracionado - Cattleya violacea tipo


Vamos ao que interessa Cattleya schilleriana tipo e Cattleya violácea tipo.

Cattleya schilleriana tipo


Cattleya violácea tipo
Queridas de muitos orquidófilos e preteridas de outros. Parece a escolha por ações ou fundos imobiliários, o apetite fica dividido entre os investidores e há aqueles que diversificam a carteira destes investimentos com os de renda fixa, ou seja, orquidófilos que gostam de todas, as orquídeas faço parte deste grupo!

Flores bem armadas e consistentes. O caçula Zé fazendo a inspeção nela!

Labelo plano e muito simétrico. Veja o amarelo junto da coluna.

Por que digo mercado secundário - Digo isso porque adquiri este exemplar de um colega cultivador, pertenceu a uma colecionadora renomada, foi doada a ele e ele a vendeu na exposição desta semana. Porque secundário, porque já houve um valor alto na aquisição deste exemplar no cultivador e agora veio para o mercado por um valor bem abaixo que do ela valeria! Por que não comprá-la e levá-la para a sua coleção. Poderia estar com um valor acima do preço inicial, mas ...estava bem abaixo, oportunidade de compra e oportunidade de venda, depende do ponto de vista!

Um machucado na parte posterior da sépala superior, concedido um desconto!

Removi o musgo na superfície do substrato. Provavelmente irrigada com água de poço artesiano, desenvolve este tipo de camada de musgo

Como sei o preço inicial dela. Não sei, mas vi o potencial dela na bancada de vendas! Estava lá como algumas sem preço. Em botão abrindo, mas com o labelo já bem aberto e plano. (Eu e minha amiga orquidófila havíamos dado uma volta pela exposição e área de vendas sem se interessar por muita coisa, exceto por uma Cattleya schilleriana rubra que ela conseguiu arrematar por um valor de custo x benefício excelente numa outra bancada).


o Zé aprovou a C. violácea tipo

Quando fui pagá-la, vi uma Cattleya violácea tipo de escanteio, atrás de um display de vendas, perguntei o valor e analisei o exemplar, mais uma arrematada no mercado secundário que podera ser fracionada porque esta numa placa de peroba antiga sobre uma placa maior que facilitará a sua divisão.

Há como fazer a divisão da planta em duas placas previamente preparadas pelo vendedor

Cotas de fundos imobiários ou ações fazem parte do mercado fracionado e secundário ou no seu lançamento ao mercado financeiro atrás de operações na Bolsa de Valores e nem por isso causam vergonha ou comoção de adquirí-las e obter os rendimentos e dividendos ou renda deles. Por que não seria aplicável as orquídeas ou outros mercados - Todos ganham com o livre comércio e o capital permeia os negócios dividindo os riscos e os ganhos com os participantes.

Fazendo as contas, o valor da anuidade da associação de orquídeas foi convertida em duas grandes aquisições. Escolhas pessoais e intranferíveis, concorda? Melhor comprar exemplares que ter obrigações de sócia, o que acha? Ou adquirir fundos imobiliários e receber a renda mensal...

Desejo um excelente cultivo e um grande aprendizado nas aquisições de suas orquídeas.



sexta-feira, 18 de outubro de 2019

Aerangis fastuosa

Aerangis fastuosa [Rchb.f.]Schlechter 1914
Mais uma Aerangis! Aerangis fastuosa e mais uma orquidea com a flor branca. Eba
Seu nome deriva da latinização de duas palavras gregas: αήρ, αέρος (aér, aéros), que significa "ar", e αγγος, que significa "vaso" ou "urna", referindo-se à forma de seu labelo que, por trás, próximo da base, prolonga-se em longo nectário e fastuosa: epíteto latino que significa "generoso orgulhoso"
Sinônimos
Angorchis fastuosa [Rchb.f.]O.Ktze. 1891;
Angraecum fastuosum Rchb.f 1881;
Rhaphidorhynchus fastuosus [Rchb.f] Finet 1907
Orquídea nativa de Madagascar. Se eu fosse escolher pelas preferência de orquídeas, iria morar lá ou na África do Sul.

O reservatório de néctar

sexta-feira, 11 de outubro de 2019

Zero lixo

Isso mesmo orquidófilo e minimalista - lixo zero!

Vamos dizer que é uma meta bem ousada e quase impossível para quem coleciona orquídeas, frutíferas em vaso, possui jardim descoberto e outras coleção  de plantas, não é mesmo? Tem os animais domésticos que habitam os espaços conosco.

Este tema surgiu numa visita a casa protótipo do Instituto de Tecnologia em Chicago. Casa autosuficiente em energia e geração  de insumos para os seus moradores. Foi daí que adquiri para valer as minhocas californianas e o kit de compostagem vertical. 

Além de móveis reciclados, energia renovável para o fogão, chuveiro e lareira, vidros acústicos e telhado com utilização da água de chuva para o jardim e bacia sanitária, tudo bem possível para o consumo doméstico tico e com o custo de investimento muito acessível.

Esta realidade tem modificado o modo de viver em casas menores (tiny houses) cujo investimento e deslocamento seja para servir os seus moradores a terem a experiência no campo ou com o menor consumo em seus lares e mais tempo para investirem em experiências pelo mundo. Ou seja, o importante é ser e não ter.

O que parecia uma tendência após a crise econômica em 2008/2009 hoje tem se demonstrado num movimento forte nos Estados Unidos e na Europa. Quem se endividou, não repetirá mais o modelo de viver e de consumo. Talvez por isso o movimento minimalista tenha ganhado tanta força no mundo.

Dentro deste processo de conscientização do Ser no planeta, há muitos que objetivaram a eliminação de lixo, melhor dizendo, produzindo a menor quantidade de lixo possível. Sacolas reciclavéis, embalagens retornáveis, descarte mínimo de lixo, produção  mínima para consumo de embalagens, plásticos e vidro, etc.

Agora vindo para o universo da orquidofilia e seu dia a dica. Tudo pode ser reaproveitado: caixas de papelão, caixas de madeira para transporte de vasos, plásticos dos sacos de substratos ou de ração de animais podem servir para plantio de batata e ter sua vida prolongada, sacos plásticos ou bolha podem ser isolantes térmicos em vasos cerâmicos, isopor picado serve para drenar o fundo dos vasos em geral, substratos velhos poderão ir para o jardim ou para a composteira de minhoca, tudo que for vegetal poderá ir para as minhocas. 

Roupas, carros, bicicletas, patinetes, etc poderão ser compartilhados ou remunerados pelo tempo de consumo. Espaço  de trabalho e serviço de transporte por quê investir na aquisição destes itens de consumo? 


Agora, compartilhar orquídeas, abelhas, gatos, família!!!! 

- Nem pensar, certo?

Ah! Tem a troca de corte da orquídea nos grupos do Facebook. Rs.

Tem também cafeterias no Japão, Inglaterra e Estados Unidos da América onde os gatos dos donos fazem companhia aos clientes enquanto tomam café. Se a moda vêm para o Brasil...rs. Já tenho a cafeteira elétrica e 4 quatro gatos, dá para o início, não é mesmo?





sexta-feira, 4 de outubro de 2019

Avaliação geral no início da primavera

Primavera chegando, momento de reflexão para pontos de melhoria.


Semana passada todos os exemplares foram revisados, podados, substratos e tudo mais ajustados.

Foram separadas mudas e cortes dos exemplares principais para que o seu desenvolvimento seja mais interessante.

Ainda na semana passada foi replantada uma nova muda de mirtilo e temperos em vaso.

Observei que havia um fungo oídio nos pés de limão siciliano e no limão cravo, pesquisando vi que o leite integral aplicado em diluição com água (1:10) poderá eliminar este vírus. Lá fui eu buscar um 1l de leite integral no supermercado e aplicá-lo nos pés de limões.

Observações gerais:

1- Reparar o encanamento de entrada da água acionando o seguro residencial.
2- Reforçar a estrutura de madeira do pergolado lateral.
3- Reparar o sistema de irrigação automática.
4- Comprar outro pulverizador, o conserto do antigo não resolveu o vazamento interno...

Tempo estimado destes serviços - duas pessoas, um dia de trabalho.

Bora lá resolver tudo!

Ah, dois vasos caíram no chão. Vai saber o que pode ter acontecido...