sexta-feira, 30 de agosto de 2019

Pabstiella mirabilis

Pabstiela mirabilis colega orquidófilo.




Inseri o cachepot de madeira onde veio num vaso cerâmico e completei com substrato misto carvão, cascas e musgo

Branca e pequena! Mais uma que recomendo tê-la na sua coleção. Nativa do Brasil especificamente na Serra do Mar paranaense.

Conheci esta espécie no início da orquidofilia! Ganhei uma muda de uma orquidófila de mão cheia para as micro-orquideas nativas. Aprendi muito com ela e devo a paixão pelas pequenas por ter ido inúmeras vezes visitá-la e ver a sua coleção florida durante várias estações do ano! Gratidão!

Linda de morrer! Irresistível. Vejo fotos de uma cultivadora em Ponta Grossa, ah, a do Brasiliana nem chega aos pés dos exemplares fabulosos que ela posta!

Super delicada com haste fina e folha curta, logo no final do inverno para o início da primavera ela vem com força e surgem inúmeras flores brancas em várias hastes florais. Sem perfume para nós humanos.

Esta é a segunda que tenho aqui. Nem preciso mencionar o que aconteceu com o presente no início do cultivo. Rs.

Esta comprei num orquidário comercial em Curitiba. Exemplar difícil de ser comercializado nas exposições e orquidários comerciais.

Bom cultivo de suas nativas paranaenses!




Nenhum comentário:

Postar um comentário