sexta-feira, 17 de agosto de 2018

Coelogyne flaccida

Oi! Muito frio?



As temperaturas despencaram nesta semana variando cerca de 10 graus, bastou para as Coelogynes começarem a dar o ar da graça!

Comprei um vaso com uns 4 a 5 bulbos em 2014. Rapidamente entouceirou e já cortei uma frente dela para uma amiga. O cultivo desta Coelogyne é fácil.




Coelogyne flaccida.





Descrita por John Lindley (1830).
Sinônimos: Pleione flaccida e Coelogyne esquirolii.
Origem: da China e Nepal ao Vietnam.
Habitat: epífita em matas claras, quentes e úmidas.
Altitude: 400 a 1.900 metros.

Cultivo: casca de macadâmia e carvão, fundo do vaso cerâmico com pedaços de isopor.

Dica: o tipo de crescimento desta orquídea se desenvolve bem num vaso circular, há várias frentes com várias hastes pendentes. Apesar de ser fundo, o substrato está do meio para cima. O restante do isopor no fundo evita formigas e protege suas raízes para não ficarem encharcadas de água. Sua fragância é acentuada e marcante, não passa imperceptível e é característica dela.

Bom cultivo!



Nenhum comentário:

Postar um comentário