sexta-feira, 25 de maio de 2018

Tuberolabium quisumbingii

Oi.

Antes vamos falar sobre observação e prevenção com algumas dicas recebidas de um colega:

Prevenção:
Digo que as temperaturas caíram após 30 dias sem chover em São Paulo. No último final de semana fez 3o C no noroeste do Paraná e 7o C por aqui. Nem por isso as regas foram espaçadas ou suspensas. Dia sim e dia não as regas acontecem em todo o orquidário e jardim. A diferença é que passou de automática para manual para atentar um pouco nos vasos. Lembre-se que aqui há cobertura em telha translúcida ou plástico agrícola, protegerá as orquídeas de temperaturas baixíssimas.

Observação:
Percebendo a necessidade das C. walkerianas, foram separadas e receberam adubo químico 20:20:20 para observação do seu desenvolvimento. Elas ficarão recebendo sereno até agosto. As demais orquídeas continuarão com bokashi e chorume neste mês e depois será suspenso até agosto.

Vamos a Tuberolabium quisumbingii.

Espécie da Indonésia. Muito perfumada! Uma jóia asiática.

Pesquisei e todos disseram cultivá-la como uma Phalaenopsis. É o que farei. Veio num cachepot de peroba, substrato com britas, carvão e musgo.

Um amigo havia separado para eu ir comprá-la. Eis que faz bem o gênero preferido: pequena e notável!


Nenhum comentário:

Postar um comentário