sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Maxillaria camaridii

Olá, 

Trago hoje a Maxillaria camaridii!

Adquiri cortes de um cultivador antigo e renomado na região de Jundiaí. Não sei a procedência dela.

Replantei-a no vaso de plástico e já floriu. Soube ser de fácil cultivo.

Considero esta espécie bem interessante, pois suas flores são sequenciadas entre os pseudobulbos novos. Aqui abriram e ficaram abertas por mais de 3 dias! Um feito da natureza! Todas brancas com um toque de amarelo uniforme, sem contraste. Flores nem tão abertas.

Tenho outro exemplar que veio de Manaus, do mercado Veropeso. Sua flor é maior e tem o amarelo no centro dela. Pena não estar florida para compararmos. Sua flor tem um ou dois dias de vida. O formato é bem mais bonito apesar da floração ser bem menor.

Por isso vejo a importância de saber a procedência da orquídea, cada população difere da outra, seja na forma ou cor.

Hoje não saberia dizer qual é menos interessante. Rs.

O perfume de ambas são inconfundíveis! Simplesmente fantástico.


Várias flores entre pseudobulbos
Flores com duração de mais de 3 dias

  • Sinônimos: Camaridium ochroleucum ; Maxillaria hoehneana B.F. Kunt, 1965).
  • Origem: México, Guianas, Bolívia,  Trinidad, Colômbia, Peru, Venezuela e Brasil (região norte e região centro-oeste).
  • Orquídea epífita e simpodial, tem rizomas longos com pseudobulbos achatados, compridos  e espaçados. Suas flores  medem entre 4 cm e 5 cm, brancas com labelo amarelo, cerosas, perfumada, duram apena 1 dia. Gosta de boa ventilação, sombreamento: 70%  e umidade:  60%.
  • Planta de fácil cultivo e pode florescer até 3 vezes ao ano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário