sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

Polystachia neobenthamia

Prezado leitor(a),

Não pude resistir na aquisição desta terrestre no início da coleção: Neobenthamia gracilis, atualmente denominada Polystachya neobenthamia.

Lindinha!

(Devo confessar que não se assemelha com uma Polystachya que possuo e nem com demais epidendruns).

É terrestre e endêmica na Tanzânia/África. Desenvolve-se entre rochas e zonas com certa umidade.

Parece um capim, uma espécie de bambu. No topo solta uma haste única com várias flores formando uma bola, sua duração é prolongada, cerca de até um mês. Vem no início do verão com vigor total para despontar a sua floração.

Vegetativo bem desordenado, necessita tutoramento

Cada flor tem o labelo com pontuações púrpuras e risco laranja/amarelo ouro. Bem agradável!


Não possui fragância acentuada.

Considero de cultivo fácil para iniciantes. O grande segredo é destinar sol direto e rega abundante no verão, exceto no inverno onde deverá ter pouca rega e controlada.

Observe keikes e faça o replantio deles.

Feliz 2018! Bom cultivo de orquídeas terrestres!







Nenhum comentário:

Postar um comentário