sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Dicas de organização - Parte 2/2

De minimalismo a coleção Brasiliana não tem nada!
Imaginei se fosse praticar o minimalismo no cultivo de orquídeas manteria os seguintes itens:


1- tesoura

2- maçarico
3- madeira para cultivo


ou



Abriria mão de alguns gêneros...talvez as que não possuem a inflorescência exuberante, ou as que não abrem completamente...


Mera especulação!


Adoraria ter touceiras enormes de algumas orquídeas. Pena que não há espaço para tanto, né?!



Prefiro praticar dentro de casa e manter o Brasiliana cheio de gêneros, presentes repetidos, etc. Rs.



O máximo que consegui organizá-lo foi setorizando devido à iluminação natural ou sombreamento, umidade, proteção da chuva, etc.

Algumas orquídeas tomam sol logo pela manhã e outras no final da tarde.



Ainda assim, perco alguns exemplares no inverno ou por descuido na rega com as micro-orquídeas. Faz tempo que não adquiro algum exemplar e que eu tenha a lista de desejos ativada para compra via internet ou nas exposições.



Foquei na organização da casa e ganhei produtividade com isso. Além disso, ganhei qualidade de vida de forma indireta no dia-a-dia. Se for levar na ponta da letra, o minimalismo seria viver no habitat delas. Rs.



Os gatos ganharam um rotina diária de banho de sol e exercícios. É claro que o mais velho tem preferência! O Oliver é alfa e merece todo o respeito.

Oliver fazendo charme!!!

Talvez o que represente bem o minimalismo: a coleção de air plants. Que por sinal estão indo muito bem!

As air plants estão com mudas. Ficam no pé de romã. Tomam sol pela manhã até o final da tarde.



Nenhum comentário:

Postar um comentário