sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Dendrobium nobile Olho de Boneca

Olá,

Vim ao Paraná e reencontrei esta jóia popular: Dendrobium nobile Olho de Boneca!

Você já deve ter ouvido ou visto está orquídea tão popular e difundida pelo país. Ela não é nativa daqui. Foi talvez um ícone de vendas e difusão da orquídea.

Possui flores com cerca de 8cm, muitas flores num pseudobulbo. Pontas rosas, grande parte das sépalas e pétalas brancas, centro do labelo roxo forte. Possui muitas flores. O conjunto chama a atenção.

Este conjunto veio com a casa: xaxim adulto plantado na terra no jardim da casa repleto do Olho de Boneca. Um espetáculo no final do inverno. Perfume moderado. Logo após a queda de temperatura, todos os botões abrem e permanecem assim no período da estiagem.

Toma sol e fica ao ar livre com excelente claridade. Condições ideais para sua floração.

Tenha um bom cultivo!

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Inverno chuvoso com queda de temperaturas

Olá,

Agora em meados de agosto a temperatura despencou e vieram chuvas moderadas após mais de 50 dias sem chover, seco e temperatura relativamente alta para o inverno.

Protegi os vasos com C. walkerianas e C. nobiliors deslocando-os para baixo da laje. Todos com a frente da planta para o quadrante leste/norte. Se a chuva persistir, terei que elevá-los para deixá-los secos.

Com o tempo assim o trabalho para lixar, passar verniz e instalar o pergolado ficou suspenso, daí as plantas ainda estarão sujeitas ao excesso de água. Perigo eminente!

A lateral terá o plástico agrícola trocado sem falta, senão os Bulbophyllums correrão risco de excesso de água e baixa temperatura também.

Ou seja, pernas para que te quero! Tenho que correr contra o tempo!

Seguem algumas floridas neste período:
Maxillaria (Chistensonella) madida com cheiro de melancia/melão. Ganhei de uma amiga no início da orquidofilia, expus ao ar livre e deu flores depois de cinco anos, pode???

Phragmepedilum sedelii
Há um artigo sobre o seu cultivo: https://www.blogger.com/blogger.g?blogID=3289191018640659854#editor/target=post;postID=4378243532925094292;onPublishedMenu=publishedposts;onClosedMenu=publishedposts;postNum=62;src=postname

Este ano veio com uma haste floral e entouceirou o vaso com várias mudas. Não devo dividí-lo. Devo observar o seu desenvolvimento até o ano que vem. Sua flor é sempre muito agradável.

Bom cultivo e não exceda os vasos com água fria neste inverno.

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Destaque do mês - Maxillaria sanguinea 2017

Olá,

Mais uma vez escolhi está orquídea como destaque do mês: Maxillaria sanguinea!

Sempre tive dificuldade no cultivo das Maxillarias no Brasiliana. O cultivo desta parece bem fácil! rs.

Fui surpreendida pela sua floração e rapidez no seu crescimento neste ano, apesar da estiagem do inverno e baixa umidade relativa do ar. Antecipou a sua floração para o mês de agosto.

Vejam o resultado abaixo.
Flores abrindo

Vários botões e uniformidade na floração

Vejam o artigo do ano passado com mais informações dela: acesse o link abaixo.


Há a prima dela no Brasiliana: Maxillaria variabilis red, acesse o link abaixo.
https://www.blogger.com/blogger.g?blogID=3289191018640659854#editor/target=post;postID=6688063047594378533;onPublishedMenu=publishedposts;onClosedMenu=publishedposts;postNum=75;src=postname

Outra prima menor e interessante: Maxillaria schunkeana, acesse o link abaixo.
https://www.blogger.com/blogger.g?blogID=3289191018640659854#editor/target=post;postID=9025830805063245795;onPublishedMenu=allposts;onClosedMenu=allposts;postNum=9;src=postname


Outra prima mais chata de apresentar flores: Maxillaria madida (Chistensonella). Está num vaso bem furado com musgo e substrato pequeno. Fica ao ar livre, lugar claro com sol no final da tarde. Após cinco anos comigo, deu flores. Tem cheiro de melão/melancia. Vale a pena. É de porte pequeno, bem discreta.


Quanto a outra prima delas: Maxillaria tenuifolia (cheiro de côco) está entouceirada e replantada. Sem floração exuberante como as demais devido ao porte dela...aguardo melhorar o seu cultivo! Está na região com sol pela manhã, exposta sem proteção alguma diferentemente das demais. Aff! Parece ser difícil o seu cultivo em relação as demais primas.

Bom cultivo de Maxillarias!

Reforma quase concluída: finalizando nos detalhes

Olá,

Finalmente a reforma está (quase) concluída!

Acabamentos, pintura e luminárias foram os últimos serviços além da instalação do rodapé. 

Dica: 
-Não tendo projeto, mas acompanhamento intensivo durante os serviços, restou fazer os registros fotográficos e anotações de como foi feito/ as built.
Se tivesse o projeto teria que fazer anotações de como foi feito/ as built também porque nem sempre é executado/possível conforme o projeto. Lembre-se que reforma tem vários imprevistos durante a execução.

Restou repassar todos os pontos para conclusão dos pagamentos que ficaram vinculados ao término dos serviços. Inspecione no decorrer dos serviços. Tome decisões com a equipe de trabalho, assim todos estarão comprometidos com o resultado final.

Satisfação e ansiedade para iniciar os itens de decoração e retorno dos pertences a cada local. Rs.

O orquidário:
- Repasse pelo orquidário, veja se há algo fora do lugar, se houve alguma pequena mudança nos vasos ou direção da frente da plantas.
Por aqui farei a instalação de painéis de peroba para as C. walkerianas e C. nobiliors. Ficarão suspensas na garagem. Onde há sol pela manhã até o final da tarde.
Eba! ganharão mais sol e estarão expostas num lugar nobre onde serão apreciadas pela sala de estar. Afinal, alguma vantagem na reforma: melhorar as condições de cultivo.

As floridas:
Cattleya amethystoglossa Orchidglade x Equilab
Presente do amigo Cláudio Câmara Cunha

Maxillaria sanguinea

Restrepia elegans


Os gatos:
- Os filhos se comportaram bem. Acima do previsto. Oliver pediu água corrente para todos, incluindo os pedreiros. O Zé permaneceu no quarto ou escritório trancado durante o dia, muito calmo. A Gal sumiu antes da reforma! Desejo que volte logo como uma filha pródiga.
Zé trancado no escritório
Fez um ano no dia primeiro de agosto!



sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Inverno seco com temperaturas baixas

Olá,

Espero que tenham aproveitado as férias escolares.

Volto hoje com vários pontos avaliados na reforma da casa e os impactos no orquidário.

1- Orquídea na caçamba!
Soube que um ajudante a descartou entre o entulho. Quando a vi na caçamba, não acreditei!
Este foi o incidente do orquidário. Não perdi nenhuma planta durante a reforma.
A hidratei e está replantada.

2- Orquídeas chapiscadas com massa.
Limpei folha a folha com um pano molhado. Sem perdas ou danos.

3- Proteção das frutíferas nos vasos e C. walkerianas e C. nobiliors.
A temperatura caiu drasticamente neste inverno. Providenciei um sombrite sobre elas e não sentiram tanto o impacto da temperatura por volta dos 6 graus Celsius durante a madrugada.

4- Redução da umidade relativa do ar
Chegou menos de 30%! Muito pouco, muito seco. Vento fraco cerca de 11km/h.
Mantive a rega alternada, um dia sim e outro não. Rega feita durante o dia com a temperatura mais alta, por volta da hora do almoço sem sol forte.

5- Deslocamento temporário
Algumas tiveram o deslocamento por alguns dias para acabamento na parte externa da casa. Foram mantidas na mesma direção que estavam: leste ou norte. Quando muito ficaram até 3 dias no local protegido da obra.

Soube de uma amiga que ela perdeu várias orquídeas devido ao sol forte, falta de rega nestes dias que ela também esteve reformando a sua casa. Não manteve suas orquídeas protegidas no inverno. Uma pena! As micros são as mais afetadas.

Vi nos grupos da internet que uma conhecida perdeu as orquídeas devido à geada no sul do país. Uma pena! Senti muito a perda de parte da coleção, pois ela tem orquídeas nativas entouceiradas. Uma mais linda que outra!

(Parece bobagem, mas devemos nos antecipar consultando sempre os sites de previsão do tempo. Devemos providenciar a proteção e cuidados básicos nestes dias atípicos, senão perderemos as nossas orquídeas).

Dica: no início do meu cultivo deixei de regá-las porque a temperatura caiu. Não é bem assim, se a umidade estiver alta, ok até suspender a rega. Se a umidade estiver menor que 30%, tem que regar sim. Vale para inverno ou verão. A diferença está no horário da rega: com temperatura baixa, regue durante o dia sem sol mas tendendo a subir. Se a temperatura estiver caindo, evite a rega para que a água não fique nos vasos por muito tempo.

Como saber quanto  e espaçamento da rega? - Dependerá do substrato e tipo de cultivo.
(Aqui é mais sombreado sem sol a pino, uso musgo misturado com carvão, macadâmia e casca). Então, rego pouco para que elas não fiquem encharcadas. Com o tempo ajustei a quantidade de musgo para cada "zona" do Brasiliana. Vale a dica: se o substrato estiver seco, regue. Então não tem essa estória de dia sim e dia não porque a umidade relativa do ar e o vento determinam a necessidade da rega.

Entendeu?

Confuso? - Não fique. Consulte um aplicativo do tempo e verá temperatura no decorrer do dia, umidade relativa do ar e vento. Há como acompanhar pelos próximos 15 dias. Previsão é probabilidade, a realidade pode ser totalmente diferente, mas sempre é bom acompanhar.

Lembre-se de nunca regá-las quando estiver com sol. Evito esta situação para não queimar as folhas.

Observe também que a água da rua vem mais quente que os tais 6 graus. Tire vantagem disso e regue as plantas no horário mais quente do inverno.

Bom cultivo!