sexta-feira, 12 de maio de 2017

Sistema vegetativo reptante

Lembre-se reptante. É este o assunto de hoje.


Estes exemplares possuem longos rizomas cujo desenvolvimento vai bem na horizontal ou levemente inclinado.

Gênero Bulbophyllum representam bem este sistema vegetativo. Por aqui prefiro os de rizoma curto com abundância de flores. Aqui estão suspensos e começaram a seguir a madeira na lateral e fundo do vaso.

Qual o cuidado no seu cultivo: gostam de umidade, mas não constante. Como o seu desenvolvimento se dá na horizontal, há necessidade de drenagem rápida. Odeiam frio e chuvas de modo ininterrupto por dias como qualquer orquídea de modo geral.

Já os cultivei em vaso cerâmico em local descoberto. Perdi vários em 3 dias de chuvas no verão. Hoje estão cultivados no cachepot de peroba, muito isopor no fundo e mix de substrato com musgo na camada superficial bem fina. Ficam num trecho do Brasiliana que tem sombra a maior parte do tempo e recebem sol da manhã sobre o plástico agrícola. Estão super bem com este cultivo e rega controlada!


Tem as Barbosellas. Vejam abaixo. Quis uma coleção delas desde o início do cultivo, escolhi esta madeira com veios e estão indo bem devagar, mas não ficam desidratadas como as outras que já tive e num vacilo de outono com a rega mais espaçada, se foram. Estas ficam na vertical cerca de 80cm do piso numa área sombreada.
Presas com meia de nylon e um pouco de musgo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário