sexta-feira, 19 de maio de 2017

Medalha, medalha, medalha com a Encyclia bracteata

Olá,
Fui surpreendida com a premiação 1o lugar desta Encyclia bracteata cultivada por dois anos comigo.


A primeira planta menor comprada em Marília/SP não resistiu ao inverno e sucumbiu encharcada num leque de madeira. Estava numa área com pouca ventilação e iluminação baixa.

O segredo de cultivo é não utilizar substrato, mas madeira inclinada e deixá-la no local onde a temperatura não oscile e fique baixa.

Esta é a segunda que adquiri. Maior e plantada num toco de madeira. Está numa região mais quente no Brasiliana juntamente com as Cattleyas walkerianas e nobiliors.

Fica suspensa debaixo de um Ficus, dentro de um cachepot de madeira. Lugar fresco, ventilado e bem claro.

Recebe água todos os dias no período da manhã ou no final da tarde.

Adubo com chorume e bokashi com o pulverizador. Recebe vitamina B com cálcio regularmente também por pulverizador.

Esteve com 8 flores e ganhou o primeiro lugar merecidamente pelo Núcleo Orquidófilo de Ilhabela/SP, 12a Exposição de maio/2017. Quem julgou deve saber da dificuldade em cultivá-la.

Refleti que o esforço valeu a pena e a insistência em tê-la na coleção também. Talvez esta seja uma das menores Encyclias, sem perfume, mas bem colorida e interessante.


Resumo deste aprendizado: um mimo da coleção Brasiliana!

Bom cultivo de Encyclias amigo/a orquidófilo/a!

Nenhum comentário:

Postar um comentário