sexta-feira, 28 de abril de 2017

Sistema vegetativo aéreo

Hoje falaremos do sistema vegetativo aéreo.

As raízes não se fixam no substrato e procuram a umidade e nutrientes do ar que as envolve.

Exemplo: Rodriguezia, Vanda, Angraecum, Campylocentrum. Lembre-se destes exemplos.

Vanda com pouco substrato e raízes aéreas

Estas orquídeas precisam de umidade relativa do ar constante e aceitam bem os nutrientes que são pulverizados. Vejam a foto acima, veio desidratada e começou a desenvolver raiz nova. Dica: não corte as suas raízes desidratadas e velhas. Tenha certeza que está seca antes de cortá-la.

Ah, mas as aéreas precisam de substrato? - Não. Precisam de nutrientes, seja onde estiverem: ar ou substratos. Geralmente diminuo a irrigação delas no inverno como as demais. Já tive Agraecum cultivado num vaso de plástico com bastante carvão e substratos grandes.

Bom cultivo das aéreas!

Complemento que há uma febre por "air plants" entre elas as Tillandsias. Todas sem substrato algum. É o futuro para quem não tem espaço no cultivo. Vejam a minha coleção aumentou e tem se desenvolvido muito bem junto do romã que está plantado no vaso e recebe sol das 10:00 às 16:00.









Nenhum comentário:

Postar um comentário