sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Epidendrum parkisonianum

Olá,


Dobra no labelo. Observe a proporção dos elementos do labelo.

Hoje gostaria de apresentar mais uma orquídea branca! É o Epidendrum parkisonianum. Mais uma branca florida em dezembro!



Também conhecida por:

Coilostylis parkinsoniana, Epidendrum aloifolium, Brassavola pescatorii, Epidendrum pugioniforme, Coilostylis pugioniformis
É epífita de florestas claras e quentes. De altitudes que variam de 900 a 2000 metros (imagino o vento e a brisa nestes locais).

Pendente

Considero o aspecto vegetativo dele bem exótico, diferente de muitas orquídeas. É pendente e suas folhas são sequenciais pelo rizoma como se fosse um keike (muda), mas a partir da folha nova ele emite a haste floral que pode conter 5 flores brancas que abrem rapidamente com cerca de 15cm.

Vegetativo interessante

De cultivo fácil, precisa de muita claridade e ficar pendurado numa placa ou substrato que não retenha água. 
Sua floração é dezembro, mas a literatura diz que pode florir a qualquer tempo...
Gosta de calor porque é da América Central. Deve gostar de umidade relativa do ar alta também porque deve ter muita influência da brisa do mar ou umidade das florestas.
Deixando as suposições de lado, quem visitou o seu habitat poderá dizer melhor. Não é o nosso caso, infelizmente. Procurei fotos do habitat e nada pude encontrar.
Este exemplar eu adquiri num lote. Foi escolhido à dedo, pois havia uma lista imensa e no local decidi por ele. Arrisquei e comprei sem ver a flor.
Veio cultivado numa bola de musgo sobre uma placa de xaxim já bem deteriorado dentro de um cachepot de peroba, supus que deve ser bem antigo...devo mantê-lo assim até ter sinais que o xaxim estará muito ácido para ele. Por enquanto ele tem emitido raízes novas e não devo alterar o cultivo dele.

Dica: No outono estava cultivado numa estufa com plástico agrícola com muito calor e sol. Deixei ele no sol da manhã debaixo do pinus durante o inverno. Na primavera trouxe para um lugar mais claro e protegido. Quando apresentou os botões, aumentei a rega e trouxe para dentro do orquidário num local com umidade relativa do ar alta. É neste local que ficará.
Tenho poucos exemplares do gênero Epidendrum. Este será um dos poucos que faço questão de tê-lo devido à facilidade de cultivo, orquídea branca  e perfume bem interessante, extremamente suave.

(Depois que fizer uma pesquisa de imagens e se interessar pelo formato da minha planta, sinto dizer que este não está à venda! Rs.)

Flor abrindo no primeiro plano. Flor aberta no segundo plano: apresenta sépalas e pétalas para trás.


Bom cultivo!


Nenhum comentário:

Postar um comentário