sexta-feira, 15 de abril de 2016

Conhecendo as Associações Orquidófilas

O curso de cultivo e a identificação das orquídeas



Após várias tentativas e erros, decidi fazer um curso de cultivo num orquidário perto de casa. Paguei e fui lá saber um pouco das orquídeas juntamente com um amigo que também gostava das orquídeas.
Com muita expectativa e pouca realização, verifiquei que pouco aprendi na aula prática, mas voltei para casa com várias aquisições! Não havia como resistir às flores que estavam expostas, tinha muito perfume no ar e cores no ambiente‼! Cheiro de baunilha, chocolate, e tantos outros mais. Dentre as plantas mais exóticas para mim, vi uma Stanhopea tigrina florida! Uau, muito exótica! Fiquei tão paralisada, que não soube reagir no momento, pois para mim aquela orquídea realmente era MUITO DIFERENTE! Tempos depois ainda fico refletindo, e me arrependo de não ter adquirido aquela planta...
Naquele verão aconteceu algo que fez com que eu acompanhasse diariamente a coleção. Algumas que morreram rapidamente em casa, cito a Sophronitis coccinea

Diagnóstico: fungo. 
Em três dias de chuvas de verão, lá se foi a planta‼! Ficou simplesmente preta, apodreceu. A água de chuva veio do telhado cerâmico e lá se foi a plantinha.

Aprendizado: melhorar a drenagem dos vasos de orquídea.
Chocada, me dediquei as Phalaenopsis (bem mais fáceis do cultivo!!!). Permaneci na zona de conforto total, cinco delas havia trazido do apartamento e estavam indo de vento em popa! Para compensar a perda, fui ao supermercado e adquiri uma de cada cor..... Mas.... É claro que não deixei nenhuma no cachepot.
Intrigada e não querendo ficar com o sentimento de derrota, fui conhecer outros orquidários da região, ver mais orquídeas, comprar outras!
Comprava compulsivamente..... achava bonita, comprava! Outra diferente, comprava! Meu pai, assustado, disse na época: - Filha, o bicho picou você!
Foi num desses locais que uma cliente veio conversar comigo e me convidou muito educadamente para conhecer um grupo de orquidófilos, informando que lá aprenderia um pouco sobre o cultivo e sobre técnicas para cada uma a uma das plantas.
Lá fui eu para o Núcleo Orquidófilo Castello Branco! Uma vez por mês saia de casa e ia até Barueri, e sempre voltava com mais plantas, viajava em grupo nos orquidários em volta de São Paulo, ía nas Exposições de Orquídeas pelo Estado... Enfim, durante cerca de dois anos participei deste grupo maravilhoso.
Depois de muito tempo, sentia que as minhas plantas não iam bem e muito menos eu, pois faltava algo! Decidi fazer um plantio de ervas para temperos, na época inspirada pelo programa do Jamie Oliver que meses depois verifiquei que também não deram o retorno esperado. Toda vez que precisava de temperos, estavam secos ou mortos.... :(
Cheguei então a conclusão que não levava jeito para jardinagem e agricultura, apesar de ser descendente de japoneses! Meu avô paterno fora agricultor no norte do Paraná junto com as famílias italianas e meu avô materno, cozinheiro e marceneiro. Me perguntava então porque nada dava certo com as plantas….

Aprendizado 3: Escolha o melhor curso, extenso em carga horária e com conteúdo para muitos meses de cultivo, mesmo que seja do outro lado da cidade. Invista tempo e dinheiro no conhecimento para manter as suas orquídeas! Conheça outros orquidários e mestres no cultivo, cada um tem o tipo de cultivo.

Aprendizado 4: Não compre sem saber o que é. Gostou? - Pesquise e volte para adquirir. Muitas plantas serão perdidas até aprender a cultivá-las. Segure o impulso de tê-las! - Impossível, aprenda com os erros até cair a ficha, foi o que aconteceu comigo. Não jogue dinheiro fora e não mate as pequenas por não saber cultivá-las. Utilize a internet para pesquisa rápida e necessária. Hoje há imagens e fontes em vários sites e idiomas, não necessariamente em livros. Compre apenas plantas com nome, identificadas!

Aprendizado 5: Escolha e participe de associações e/ou grupos de cultivadores de orquídeas. Hoje participo de uma associação (Sociedade Bandeirante de Orquídeas) que possui reunião semanal. Sempre aprendo e passo adiante o que sei. Acelero o meu aprendizado com o grupo. As plantas agradecem!

Bom cultivo e uma ótima sexta-feira amigos do Diário!

Nenhum comentário:

Postar um comentário